• HOME
  • QUEM SOMOS
  • COMO FUNCIONA
  • Área do Cliente
  • BLOG
  • FALE CONOSCO

HOME
QUEM SOMOS
COMO FUNCIONA
ÁREA DO CLIENTE
BLOG
FALE CONOSCO

Como abrir uma empresa?

Passo-a-passo para tirar as ideias do papel e abrir a sua empresa

Introdução

Ter o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros, nós da Virei Contador estamos aqui par te ajudar a realizar este sonho.

O importante para um ser empresário e saber que para o sonho ser idealizado, precisa passar para um rascunho e nele desenhar todos os prováveis caminhos a ser percorrido, suas dificuldades, suas metas, todo planejamento inicial precisa estar bem definido.

Virei Contador existe para ajudar as pequenas e médias empresas, com uma proposta inovadora de Contabilidade Online, preço justo, segura, sistema financeiro gratuito para seu controle e planejamento orçamentário e com abertura da empresa grátis pagando apenas as taxas governamentais.

Boa leitura!

  1. Características do empreendedor de sucesso

Muitas vezes, o empreendedorismo é um caminho desconhecido e, em um primeiro momento, pode parecer uma aventura complicada. Porém, com informação, planejamento e dedicação, é possível entrar no caminho certo sem dores de cabeça.

Antes de empreender, faça uma autoanálise e identifique suas características. Veja quais podem lhe ajudar a alcançar o objetivo desejado e quais ainda precisam ser trabalhadas.

Abaixo, acompanhe algumas características levantadas pelo SEBRAE necessárias ao empreendedor de sucesso:

  • Saiba identificar oportunidades;

  • Mantenha-se atualizado;

  • Seja proativo e dinâmico ;

  • Tenha uma boa rede de contatos;

  • Tenha persistência e coragem para encarar desafios;

  • Saiba administrar tempo e dinheiro;

  • Seja autoconfiante e independente.

  1. Planejamento

Para começar a empreender, é essencial planejamento. Você deve analisar todos os ângulos da sua ideia e criar metas de curto, médio e longo prazo. Pesquise o mercado, busque tendências, estude o ramo que deseja atuar e conheça a concorrência. Não tenha pressa!

Edificar a sua empresa sobre uma base segura vai garantir que ela não seja balançada por qualquer “vento”.

Separamos algumas dicas que vão lhe ajudar a analisar as oportunidades e identificar pontos negativos e positivos. Veja:

  • Conheça o seu público-alvo

Busque informações sobre o perfil social, faixa etária, localização geográfica e seus hábitos. Defina para quem o seu serviço ou produto será útil.

  • Tenha diferenciais

Uma empresa tem mais chances de ter sucesso se ela se destacar em relação aos concorrentes.

  • Pesquise o mercado onde vai atuar

Conhecer o território é essencial para enxergar necessidades a serem exploradas.

  • Observe a concorrência, mas seja criativo

Muitas vezes, um ponto fraco no produto ou serviço do concorrente pode significar uma oportunidade de negócio.

  • Quem não é visto não é lembrado

Planeje como você fará para sua empresa ser conhecida no mercado. Analise seu público e identifique quais são os canais de comunicação com mais acesso a ele.

  • Finanças sob controle

Faça uma previsão de valores necessários para abrir o negócio, desde compra de equipamentos e móveis, até despesas fixas e variáveis. Faça também a previsão das receitas, com base na sua pesquisa de mercado. Assim, será possível ter uma ideia mais realista da viabilidade do negócio.

  • Faça o que ama e ame o que faz

Você terá mais motivação diante de dificuldades e mais fôlego na busca constante por oportunidades

  1. Como escolher o nome?

Se você tem filho, deve se lembrar de como foi a busca pelo nome ideal para ele. “Batizar” a sua empresa não vai ser muito diferente. Vai precisar de pesquisa, pesquisa e mais pesquisa. Esta escolha vai influenciar na construção da imagem e no posicionamento estratégico da empresa no mercado, por isso, é necessária muita atenção na hora de definir o nome que vai representar o seu negócio.

  • Seja lembrado

Se o nome for muito longo ou difícil de ser pronunciado, vai dificultar a divulgação da sua empresa. Opte por nomes de fácil memorização.

  • S.I.G.L.A.S

Elas são muito úteis quando o nome da empresa é composto. Dê preferência a siglas pronunciáveis. Porém, tenha cuidado para que ela não forme alguma palavra negativa ao seu negócio e utilize somente se ela tiver significado.

  • Veja algumas marcas famosas por suas inicias: BMW (Bayerische Motoren Werke), TAM (Taxi Aéreo de Marília) e C&A (Clemens e August).

  • Esqueça a expressão “Nada se cria, tudo se copia”

No caso do nome de uma empresa, copiar o concorrente, além de falta de criatividade, pode representar um processo judicial. Outro ponto negativo é a confusão gerada no consumidor, pois sua marca poderá se confundida com outra.

  • Pesquise, pesquise e pesquise:

Estude o mercado e elenque os significados que você quer dar ao seu negócio. Se puder, contrate um profissional especializado para lhe ajudar.

RAZÃO SOCIAL X NOME FANTASIA

A razão social é o nome que será registrado como pessoa jurídica. Aquele que será responsabilizado pelo exercício das atividades da sua empresa, o que aparece nos contratos e documentos.

Já o nome fantasia é o nome pelo qual sua empresa será conhecida pelos clientes. É o nome que você colocará na placa e nos materiais de divulgação.

Para verificar se o nome que você quer utilizar não está sendo utilizado por outra empresa, pesquise a base de marcas no site do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Se quiser registrá-lo, procure este mesmo órgão.

  1. Pesquise antes de investir

Atividade, local e nome da empresa pré-definidos? É hora de consultar a viabilidade do seu negócio junto aos órgãos responsáveis. Acompanhe o roteiro:

  • Nome

Verifique o nome da empresa. Essa consulta pode ser feita na Junta Comercial ou em um Cartório (se for sociedade Simples). Em algumas cidades a consulta também pode ser feita online. Esse processo serve para verificar se há alguma outra empresa registrada com o nome pretendido. Geralmente é necessário preencher um formulário próprio, com três opções de nome.

  • Sócios

Se houver sócios, não se esqueça de verificar a situação cadastral dos mesmos junto à Receita Federal, Estadual, Municipal e Junta Comercial. Assim, você verificará se há pendências nos CPFs.

  • Local e atividade

Verifique na prefeitura da sua cidade se o local escolhido é compatível com a atividade da sua empresa. É imprescindível respeitar a Lei de Zoneamento do município. Também consulte o IPTU do imóvel e veja se ele está regularizado.

  1. Passo-a-Passo Para o registro da empresa

Definições importantes

Especifique as atividades exploradas pelo seu negócio. Uma empresa pode ter tantas atividades quantas quiser, porém, alguns setores não podem trabalhar com mais de um ramo de atividade. Por isso, é necessário especificar exatamente quais atividades serão desenvolvidas por sua empresa. Os ramos são:

  • Indústria

  • Empresa que trabalha com a produção de bens.

  • Comércio atacadista

  • Empresa que trabalha com venda de mercadorias, para empresas que revenderão os produtos.

  • Comércio varejista

  • Empresa que trabalha com venda de mercadorias diretamente ao consumidor final.

  • Prestação de serviços

São empresas que prestam serviços, tanto para pessoas físicas, quanto jurídicas. As atividades da empresa são definidas pelo CNAE (Código Nacional de Atividade Econômica). Estes códigos podem ser definidos e consultados na página:

www.cnae.ibge.gov.br

Defina o tipo da empresa

  • Empresário (Individual)

Trata-se de uma empresa que é titulada apenas por uma só pessoa física, que integraliza bens próprios à exploração do seu negócio. É a antiga Firma Individual, e o seu registro é realizado na Junta Comercial.

  • Sociedade Empresária Limitada

Sociedade Empresária é aquela que reúne dois ou mais sócios para a exploração de uma ou mais atividade econômica.

  • Sociedade Simples Limitada

É formada por pessoas que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística.

Com tudo definitivamente resolvido, vamos “apresentar” o seu negócio ao governo.

Registro do Contrato Social e NIRE

Para começar esta etapa, é necessário criar um Contrato social, pois ele é a peça mais importante do início da empresa e nele devem estar definidos claramente os seguintes itens:

  • Interesse das partes;

  • Objetivo da empresa;

  • Descrição do aspecto societário e a maneira de integralização das cotas.

Contrato assinado, encaminhe-o à Junta Comercial do estado ou ao Cartório de Registro de Pessoa Jurídica. Para uma empresa, essa etapa é equivalente à obtenção da Certidão de Nascimento de uma pessoa. A partir desse registro, a empresa existe oficialmente.

Finalizando o processo, você receberá o nire (Número de Identificação de Registro da Empresa), uma identificação feita pela Junta Comercial ou Cartório contendo um número que é fixado no ato constitutivo.

Você pode criar o seu contrato baseado em modelos indicados pelo SEBRAE ou pelo escritório de contabilidade de sua preferência.

Obtenha o CNPJ

O sonho de abrir uma empresa já está ganhando forma e a próxima etapa é fazer o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, o famoso CNPJ. Esse documento é expedido pela Receita Federal e toda Pessoa Jurídica é obrigada a inscrever-se. Sem o CNPJ, sua empresa não poderá abrir conta bancária, realizar compras de fornecedores, emitir nota fiscal, participar de licitações, obter alvará e os demais registros.

Você deve solicitar a inscrição do CNPJ pelo site da Receita Federal:

www.receita.fazenda.gov.br

Os documentos necessários, informados no site, são enviados por Sedex ou pessoalmente para a Secretaria da Receita Federal, e a resposta é dada também pela internet.

Inscrição Estadual

A Inscrição Estadual deve ser feita junto à Secretaria Estadual da Fazenda, porém, a maioria dos estados possui convênio com a Receita Federal, o que permite obter a Inscrição Estadual junto com o CNPJ, por meio de um único cadastro.

Essa inscrição é necessária para a obtenção da inscrição no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), e, com ela, é possível a emissão do bloco de Notas Fiscais.

A Inscrição Estadual é obrigatória para empresas dos setores do comércio, indústria e serviços de transporte intermunicipal e interestadual. Também estão incluídas empresas que prestam serviços de comunicação e energia.

Inscrição Municipal

Na Secretaria da Fazenda de seu município, registre-se para obter a Inscrição Municipal, que é obrigatória.

Alvará de funcionamento

Para obtê-lo, informe-se na prefeitura da sua cidade quais são os documentos necessários e faça a solicitação. É possível que sua empresa receba a visita de uma equipe técnica para verificar o funcionamento da sua atividade.

O alvará é uma licença que permite o funcionamento de instituições comerciais, industriais, agrícolas e prestadoras de serviços, bem como de sociedades e associações de qualquer natureza, vinculadas a pessoas físicas ou jurídicas.

Cadastro na Previdência Social

Após a concessão do alvará de funcionamento, seu negócio já está pronto para entrar em operação, porém, é necessário fazer o cadastro na Previdência Social. Mesmo que sua empresa ainda não tenha funcionários, o registro no INSS é obrigatório.

Após o funcionamento da empresa, o prazo para esse cadastro é de 30 dias.

Atenção: Dependendo da sua atividade, pode ser necessário cadastrar a sua empresa em sindicatos de classe, vigilância sanitária e outros órgãos.

Aparato fiscal

Agora falta muito pouco para o seu negócio entrar em atividade!

Resta apenas organizar o aparato fiscal da sua empresa, solicitando a Impressão de Notas Fiscais e a Autenticação de Livros Fiscais na Secretaria de Estado da Fazenda.

Depois dessa etapa, a sua empresa pode começar a operar legalmente!

Documentos necessários:

PARA OS SÓCIOS:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência de cada um;

  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válido);

  • Se casado (a), certidão de casamento;

  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

PARA EMPRESA:

  • 2 cópias simples do IPTU do imóvel;

  • 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é necessário para montar uma empresa, chegou o momento de colocar a mão na massa, ou os documentos na pasta, como preferir!

Daqui pra frente, os próximos passos devem ser responsáveis e bem planejados. A nossa dica final é:

Mantenha-se constantemente atualizado sobre o ramo da sua empresa, pesquise muito sobre o mercado e não tenha medo de arriscar. Com planejamento e estudo, você estará no caminho certo!

A verei contador está preparada para te ajudar nesta nova etapa, conte com contadores especialistas e com todo suporte online de nossa empresa.

Boa sorte e bons negócios!

Elaborado por Jefferson Rocha Junior, contador da Vireicontador.

REFERÊNCIAS

SEBRAE/ RS: 7 passos para abrir minha empresa

SEBRAE/RO: Guia prático para o registro de empresas

SEBRAE/PR: Legalizando minha empresa

Perfecta: Passo a passo para o registro

Folha de S. Paulo: Como abrir a empresa

Conta Azul

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Salário sócio

Pró-labore: entendo o que é

Como contador, muitos clientes perguntam , somos obrigados a ter pró-labore? Então o que é Pró-labore? O termo pró-labore significa, em latim, “pelo trabalho” e corresponde

Leia mais »

Como abrir uma empresa?

Passo-a-passo para tirar as ideias do papel e abrir a sua empresa Introdução Ter o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros, nós da Virei Contador estamos

Leia mais »

Somos apaixonados por contabilidade e tecnologia, e unimos nossas paixões na sua nova soluçao para Contabilidade Online!

Navegue

  • Home
  • Quem Somos
  • Como Funciona
  • Abrir Empresa
  • Migrar Empresa
  • Perguntas Frequentes
  • Especializações
  • Cidades Atendidas
  • Blog
  • Termos de Uso
  • Área do Cliente
  • Fale Conosco
  • Trabalhe Conosco

Curta

© Todos direitos reservados a VIREI CONTADOR SERVIÇOS CONTÁBEIS LTDA-ME - CNPJ 26.885.539/0001-69 | CRC ES-004927/0-9

Redesign por: